A NOSSA EMPRESA: O ONTEM E O AMANHÃ

No começo: a quinta « Touret », em 1979

No início, l’Herbier du Diois era uma simples quinta, que começou a funcionar em 1979 quando duas famílias holandesas, os Wartena e os Vink, iniciaram o seu «regresso à terra». Estabelecida em Vachères-en-Quint, no departamento de Drôme, a quinta «Touret» tornar-se-ia a primeira exploração de plantas aromáticas biológicas do Diois. As suas plantas provêm de estacas de plantas selvagens, iniciando-se assim a transição da apanha tradicional para o cultivo em campos. Logo à partida, essa pequena quinta recusou a monocultura e lançou-se, ao mesmo tempo, na criação de cabras. Continuamos a incentivar os produtores a seguirem esta estratégia.

54

TRABALHADORES

 

9.780.000 €

VOLUME DE NEGÓCIOS

 

300

Fornecedores

 

45

clientes internacionais

Hoje: no coração da agricultura biológica e sustentável

Com o passar dos anos, a quinta Touret já não conseguia fornecer material suficiente aos seus clientes, tendo-se desenvolvido gradualmente até se tornar um fornecedor grossista com uma ampla gama de plantas aromáticas provenientes exclusivamente da agricultura biológica. Também somos especialistas no processamento de plantas (cortes por encomenda, pulverização, trituração, etc.), desbacterização e embalagem. Os nossos clientes: ervanárias, grupos farmacêuticos e de cosmética, e a indústria agro-alimentar, em França e no exterior. Graças às relações estreitas e sustentáveis que mantemos com os produtores locais e internacionais, graças ao nosso saber-fazer e à nossa longa experiência, l’Herbier du Diois tornou-se um elo essencial no sector das plantas aromáticas biológicas.

A nossa empresa tornou-se igualmente numa referência em termos de desenvolvimento sustentável, não apenas devido à sua acção em favor dos agricultores dos países do Sul, mas também pela defesa dos pequenos agricultores franceses. Participámos, em especial, na criação do novo rótulo «Bio Solidaire», em 2007, cujo primeiro produto piloto foi a tília da região. A vontade de colocar as pessoas no centro das nossas preocupações reflecte-se ainda na gestão dos nossos funcionários. Na verdade, esforçamo-nos por lhes oferecer as melhores condições de trabalho possíveis, num ambiente saudável (veja ‘O nosso edifício ecológico’), na harmonia entre vida privada e vida profissional (opção de trabalhar 35 horas semanais em 4 dias), com formações conducentes a um diploma (línguas, gestão de pessoal, operador de empilhador, etc.), seguro de saúde complementar, ou mesmo através da organização de momentos de convívio extraprofissionais (espectáculos, torneios desportivos). Por último, l’Herbier du Diois está hoje na vanguarda no domínio da ecologia, graças ao seu edifício de energia positiva, com estrutura de madeira e isolamento de palha.

Amanhã: contribuir para a difusão da agricultura biológica e do desenvolvimento sustentável

Através da estrutura agrícola «La Croix», l’Herbier du Diois aplica o seu conhecimento nas terras da região. Objectivo: tornar-se um centro de conhecimento em plantas aromáticas e estudar os melhores métodos de cultivo. Mas também voltar às suas origens… A longo prazo, esta estrutura deverá tornar-se uma ferramenta que estimule e ajude os produtores locais e nacionais que desejem lançar-se no cultivo biológico de plantas aromáticas. L’Herbier du Diois deseja, portanto, participar na difusão da agricultura biológica e na vulgarização dos princípios fundamentais do desenvolvimento sustentável.

Além disso, a nossa empresa realiza um esforço constante de melhoria dos processos de transformação da sua matéria-prima, e é cada vez mais exigente na qualidade dos produtos. Os numerosos projectos com produtores nacionais e internacionais também nos permitem expandir todos os anos a nossa gama de plantas.

A nossa meta não é a rentabilidade a qualquer custo: procuramos constantemente a harmonia entre o desenvolvimento económico da empresa – necessário para que esta floresça e continue a criar emprego – e o desenvolvimento sustentável e solidário. Nesse sentido, construímos parcerias estáveis com os produtores, ​​baseadas em compromissos plurianuais, para que estes não se sintam inseguros e possam desenvolver-se também. Nunca pedimos exclusividade e incentivamos a actividade múltipla. No que diz respeito à ecologia, somos muito sensíveis aos meios de transporte dos nossos produtos e, através de bónus, incentivamos os nossos funcionários a usarem transportes não poluentes. Estamos atentos ao desenvolvimento de novas tecnologias limpas e tencionamos instalar estações de carregamento para veículos eléctricos no nosso estacionamento. Reciclamos todos os resíduos de papel e estamos a eliminar gradualmente as embalagens desnecessárias, optando por embalagens reutilizáveis. Finalmente, estamos a criar um verdadeiro refúgio de biodiversidade em torno do nosso edifício, graças à diversificação das plantas cultivadas e aos pontos de água.